Eternos Recomeços – Feliz 2017

 

O ano de 2016 foi repleto de aprendizados. Voltei para São Paulo após dois anos incríveis morando no Rio de Janeiro. Saí da capital carioca com a certeza de que já havia feito a minha parte na trajetória como atriz. Tive a certeza da missão cumprida. Às vezes é preciso voltar à trás para caminhar para frente, e então retornei para a escola que sempre amei em Moema, para o bairro paulistano que tanto me encanta com suas ruas arborizadas e pássaros a cantar. Voltei para a Nina, diretora linda e querida da minha escola que tanto me ensina a ser mais leve nos meus dias. Foi um começo de ano difícil, indo e voltando para Santos, ficando hospedada na casa de amigos, até que no mês do meu aniversário me dei de presente alugar meu cantinho, com o meu jeito, e é claro, com a minha família por perto. Todos acabaram retornando do “sonho colorido do Rio”. Hoje estamos juntos. Moro novamente com meu irmão e cunhada. E minha mãe está bem pertinho também. Essa união não tem preço. Estar próximo de quem se ama. E agora somos um time, uma equipe, e trabalhamos juntos na mesma escola. Crescemos e aprendemos diariamente. Nos tornamos mais amigos, mais pacientes uns com os outros, e tentamos respeitar a cada dia nossas diferenças. A convivência foi super necessária e com ela aprendemos a valorizar ainda mais o amor familiar. Uma amizade verdadeira pautada no zêlo, na observação, no “pensar com a cabeça do outro”. Neste ano me apaixonei, um tico, desapaixonei, bem rápido até. E também aprendi a continuar amiga e conviver com quem estive tão próxima. Hoje meu ex-namorado será integrante também de nossa equipe, e vamos trabalhar juntos no mesmo espaço, pelos mesmos ideais, e seremos felizes e unidos assim. Porque nem sempre tudo tem que ser do jeito que esperávamos que fosse, mas nos surpreendemos com o rumo das coisas. A vida sempre nos surpreende, pois quando perdemos algo que achávamos que queríamos muito, vemos que na realidade, esse algo, nem era tão legal assim. Enfim, muitas coisas boas aconteceram nesse final de ano, conheci pessoas importantes, que de alguma forma me fazem sentir que 2017 será realmente maravilhoso. Como se em 2016 eu tivesse reorganizado toda a minha vida pela bagunça que causei ao querer largar tudo e recomeçar do zero numa cidade que nem sempre me foi tão amigável. Estava antes como uma vida bem estável e próspera em São Paulo, e mesmo assim tive desapego suficiente para deixar tudo para trás e ir tentar a sorte no Rio. Foi bom, sempre é. E o mais importante foram os amigos que deixei por lá. Lembranças boas. E no âmbito profissional, hoje sou muito mais empreendedora do que atriz. Até porque a crise atual do nosso país, não está favorecendo nada o meio artístico… Infelizmente. Artista sempre serei, pois a arte está em minhas veias, mas hoje vejo na minha carreira no Método DeRose, algo muito mais promissor, estável e feliz. Busco por essa paz. E sei que em 2017 colherei ótimos frutos por tudo que plantei nesse ano que passou. Como um cisco, no tempo que não perdoa, nos segundos que se esvaem pelo vento… Estou recebendo esses primeiros segundos de ano novo com este texto. Sei que ele será o primeiro de muitos, pois minha maior promessa é voltar a escrever. E através da minha vida posta como livro aberto, poder ensinar e transformar vidas… Acima de tudo, através da minha escrita como catarse, posso remodelar a minha própria existência.

Deixe uma resposta