Categoria: Crônicas do quotidiano

As mudanças se infiltram

Não, Tempo, não zombarás de minhas mudanças!As pirâmides que novamente construísteNão me parecem novas, nem estranhas;Apenas as mesmas com novas vestimentas. William Shakespeare   Hoje senti uma brisa em meu rosto e pensei: a vida sorri apenas para me mostrar que devo aprender a dançar conforme a música… para quem sabe assim; me sentir livre ao vento. A vida sabe […]

read more

Eu tive sorte

Nas grandes cidades, no pequeno dia-a-dia O medo nos leva tudo, sobretudo a fantasia Então erguemos muros que nos dão a garantia De que morreremos cheios de uma vida tão vazia Nas grandes cidades de um país tão violento Os muros e as grades nos protegem de quase tudo Mas o quase tudo quase sempre é quase nada E nada […]

read more

Uma carta para você

Eu tenho uma carta para você. Te escrevo porque quero te ver bem. Parece o óbvio, mas ser honesto consigo mesmo deveria ser ensinamento escolar. Toda criança já deveria aprender a ler, escrever, ser sincero com os coleguinhas e consigo mesmo. É algo tão simples e que ninguém consegue fazer direito quando muito novo. Alguns, mesmo depois de mais maduros […]

read more

Outono e sua paz

Dia lindo – de outono – em véspera de feriado prolongado no Rio de Janeiro –, que bom que não tenho aquela sensação de que preciso viajar no feriado para estar onde quero estar… a sensação agora é de que estou exatamente onde preciso estar: em casa… O ano de 2014 definitivamente é o ano das mudanças pra mim… eu […]

read more

Eu amo teatro

“Sei que além das cortinas  são palcos azuisE infinitas cortinas com palcos atrásArranca, vida – estufa, veiaE pulsa, pulsa, pulsa, pulsa, pulsa mais” Chico Buarque Eu nasci para o palco – (esse lugar onde tudo se multiplica). – minhas brincadeiras infantis eram teatrinhos de cenas curtas, com cenário-figurino-e-maquiagem -, onde eu me apresentava com minhas primas naquelas famosas festas de […]

read more

No caos eu vejo a esperança

 Foto: Simone Huck A vida é apenas um aglomerado de fatos aleatórios. Pessoas que se conhecem despretensiosamente, se amam em poucas semanas de convivência, e somem sem se importarem com os sentimentos que construíram. Tudo isso em poucos segundos de distração. Não há promessas. Nunca houveram. Há apenas um olhar no nada no meio da tarde. Um olhar no vazio quando […]

read more

Simples Assim!

A vida pra mim tem que ter intensidade! Gosto de mergulhar de cabeça no novo e sentir toda vertigem que este salto provoca. Viver é arriscar. Eu mentalizo que vai dar certo e simplesmente faço acontecer. Ficar parada esperando as coisas acontecerem definitivamente não é comigo. Sou ar, apaixonada pelo movimento. Viver é movimentar-se. Instável, passional, adaptável, consciente. Esta sou […]

read more